Principais Dúvidas

É cada vez mais comum hospitais e clínicas, terem preferência por contratar médicos como pessoa jurídica. 
Aqui você vai encontrar os principais questionamentos realizados:
 
01 - Posso ter uma empresa sem sócios ? 
sim, é possível 
02 - Posso ter uma empresa com um sócio que não seja médico ? 
sim, é possível. Mas, cabe avaliar as opções tributárias e a sua perspectiva de faturamento.
​​
03 - Posso ser funcionário público médico e ainda ser sócio de uma empresa médica ? 
Sim, mas atenção o funcionário público não poderá exercer o cargo de sócio- administrador.
​​
04 - Qual o custo envolvido na abertura de uma empresa ? 
Tudo seria muito mais fácil, se houvesse uma resposta pronta para essa pergunta. Porém o que acontece é que o valor a ser pago por mês dependerá de vários fatores.
 
As duas principais opções de tributação para empresas médicas são o Simples Nacional e o Lucro Presumido e cada uma delas terá características e alíquotas diferentes, que impactarão no valor a ser desembolsado. O número de funcionários contratados também será um fator importante nos gastos mensais.
 
O Lucro Presumido apresenta uma alíquota em torno de 11,33% de tributos federais sobre o faturamento mais o ISS, que varia de acordo com o enquadramento municipal. Já no Simples, alíquota da primeira faixa de faturamento é de 16,93%, vai aumentando de acordo com o faturamento auferido e o ISS varia entre 2 e 5%.
​​
05 - Quanto tempo leva para a abertura de uma empresa ?  
Leva aproximadamente 30 dias, podendo sair bem antes. 
 
06 - Depois da abertura da empresa, poderei emitir nota fiscal eletrônica imediatamente ? 
Sim, cerca de 48 horas depois da sua empresa estar oficialmente aberta.
 
​07 - Como pessoa física eu posso abrir um consultório ? caso sim, que obrigações eu preciso cumprir ? 
Sim, você pode ter um consultório como pessoa física, mas você precisa cumprir uma série de obrigações.
Ter um alvará para abertura do consultório. Uma folha de pagamento para a funcionária e com os respectivos recolhimentos de FGTS, INSS, etc. E o livro caixa / lançar cada recebível no sistema da receita federal.
 
08 - Posso abrir minha empresa em endereço residencial?
Sim, na maioria dos casos é possível. 
É necessário fazer uma análise de viabilidade junto à prefeitura. Algumas atividades podem ser impedidas de serem realizadas em endereço residencial.
 
09 - Existe alguma vantagem em trabalhar como PJ (Pessoa Jurídica)?
Além da economia tributária (que pode facilmente passar de 50% em relação à pessoa física), alguns hospitais e clínicas contratam médicos plantonistas apenas como pessoa jurídica. Existem, também, vantagens jurídicas ao se trabalhar como Pessoa Jurídica, entre elas, a separação do patrimônio pessoal do patrimônio da empresa.
 
 
As orientações feitas por uma assessoria contábil evitam problemas futuros com a Receita Federal do Brasil, porque qualquer empresa aberta em território brasileiro precisa manter a escrituração adequadamente. Por essas razões, separamos as perguntas mais frequentes sobre contabilidade para médicos e clínicas médicas para sanar suas dúvidas:
 
01 - Como separar minhas finanças?
É necessário cautela para não confundir finanças pessoais com profissionais. É um erro muito comum, principalmente, em clínicas de pequeno e médio porte. Essa falta de organização gera problemas no fluxo de caixa, prejudica a gestão financeira e pode acarretar em um rombo nos cofres da empresa.
 
02 - É preciso planejar?
Sim, é preciso planejar sempre! Não se preocupe apenas com o presente. É imprescindível projetar o fluxo de caixa como pessoa jurídica ou da sua clínica, estimando as receitas e despesas a médio prazo.
 
Lembre-se: alimente seu fluxo de caixa para estabelecer maior segurança financeira e tranquilidade a você.
 
03 - Como me resguardar?
Não deixe de guardar os comprovantes dos gastos relacionados às suas atividades profissionais como pessoa jurídica ou da sua clínica! A falta desses documentos pode gerar cálculos incorretos de impostos e um relatório de caixa impreciso. Mantenha um registro dos gastos!
 
04 - Por que devo emitir nota fiscal?
Deixar de emitir nota fiscal é um dos erros mais comuns e um dos mais graves cometidos, pois caracteriza a sonegação fiscal, crime previsto no código penal definido no art. 1º da Lei 8.137/90. A partir do momento em que uma prestação de serviço feito por você ou sua clínica é realizada, é obrigatório emitir a nota fiscal.
 
05 - Quais as vantagens de um acompanhamento contábil?
A maior vantagem é a redução de tempo dedicada a esse trabalho, evitando eventuais erros e problemas tributários no futuro. Caso haja alguma inconsistência ou erro no recolhimento de imposto, ainda que involuntário, a rentabilidade da clínica e do profissional será diretamente afetado. É uma dor de cabeça que todos deveriam evitar!
 
06 - Quais os serviços mais comuns oferecidos por uma assessoria contábil aos médicos?
Além da presença de profissionais especializados na área da saúde, quem contrata uma assessoria contábil pode contar com:
 
- Redução da carga tributária sobre o faturamento;
- Distribuição de lucro com isenção total de imposto;
- Planejamento tributário para quem deseja se tornar pessoa jurídica;
- Assessoria fiscal, contábil, trabalhista e burocrática;
- Elaboração de todas demonstrações contábeis;
 
É indispensável conhecimento especializado e uma avaliação contábil precisa para manter a saúde financeira de qualquer empresa. 
Quando a contabilidade para médicos é feita adequadamente, ela não apenas cumpre seu papel fiscal e legal, mas auxilia na tomada de decisões.
 
Na ContasMed o trabalho é feito rigorosamente para cumprir todos os prazos estipulados, com eficiência e precisão em relação ao tempo. 
 
Entre em contato conosco agora mesmo!